sexta-feira, 23 de abril de 2010

EVANGÉLICOS E A DANÇA. PODE OU NÃO? "Do site My Gospel"

A Revista Enfoque Gospel, na edição 84 de Jul/2008, publicou uma matéria intitulada EVANGÉLICOS E A DANÇA: PODE OU NÃO PODE?, onde consta a opinião de pastores, de músicos e de uma coordenadora de Ministério de Danças.


“dançar é: “movimentar o corpo em certo ritmo geralmente seguido de música. Ir de um lado para outro, balançar” (Enfoque)

O fato é que nas igrejas evangélicas (incluindo nas Assembléias de Deus), há pelo menos quatro posicionamentos sobre o assunto:

1. Os que abominam radicalmente a idéia da dança no culto;

2. Os que ficam em cima do muro e chamam de “grupo de gesto” ou “grupo de coreografia” (uma questão de semântica) o que na verdade é grupo de dança (só não enxerga quem não quer). Batem palmas, batem o pé, levantam as mãos, balançam discretamente o corpo, mas não “dançam”;

3. Os que entendem que a dança, dependendo do contexto cultural, da sinceridade e da espiritualidade do cristão pode fazer parte do culto (por exemplo nas igrejas Africanas, comunidades indígenas, contextos culturais brasileiros etc), desde que não promova escândalo, visto que espírito, alma e corpo fazem parte da adoração a Deus;

4. Os que liberaram geral e transformaram o culto em balada, baile funk, forró pé de serra, apresentação teatral etc.;

Faço parte do terceiro grupo. Já ouvi e li muitos argumentos aprovando ou reprovando a dança no culto, a grande maioria baseados naquela velha questão: se a Bíblia não reprova então pode, ou ainda, se a Bíblia não aprova então não pode (ambos fundamentados no silêncio da Bíblia sobre o assunto, em especial no Novo Testamento).

Respeito as opiniões contrárias, esta é a minha, e creio que é centrada num entendimento equilibrado dos princípios bíblicos que norteiam a adoração em espírito e em verdade.

“Mas vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores. Deus é espírito; e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade.” (Jo 4.23-24)


Site: My Gospel

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

DNA da dança evangélica (Por Mariela Maia)

Também disse Deus, Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam pela terra. Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. ( Gênesis 1: 26 e 27).


Eu, Mariela, me peguei esses dias falando com Deus emocionada porque estava sentindo a presença Dele como Pai, e de lá para cá Ele não é só o meu Senhor, Ele é também o meu Pai. É Ele quem me guia, quem conversa comigo todos os segundos da minha vida, é Ele quem me acorda a noite, é Ele quem me leva para ver o mundo espiritual, é Ele quem "me pega na esquina" quando erro, é Ele, é Ele meu Senhor e meu Pai.

Ele me tirou de uma dança mundana para dançar nas mãos Dele, para viver nas mãos Dele, mas sinceramente agora que estou entendendo um pouco mais o que é a dança de Deus.
Quando Deus criou todas as coisas, Ele disse "Haja" e houve, mas Deus antes de nos criar, Ele nos fez, somos a única"coisa" que Deus fez antes de criar, sabe qual a diferença disso? Verbo fazer em Judáico quer dizer: -Fazer algo com o que já existe.(ex: barro) Verbo criar em Judáico quer dizer: - Fazer algo que não existe.(ex: dar vida ao barro). Depois que Deus disse "haja" para criar todas as coisas, Ele abraçou a trindade e disse: -Façamos o homem a nossa imagem. Eu fico imaginando Deus com as própias mãos pegando o barro e esculpindo o homem, e depois de pronto, depois de estar exactamente como Ele planejou, eu fico imaginando Ele inspirando para na expiração sair de Seu ventre a sua então criação, nós. Se você parasse para pensar, se tivesse mais tempo para Deus, veria, entenderia do que você é feito, buscaria mais o seu verdadeiro e eterno Pai.

Eu te digo com toda a certeza, que antes de você ter um DNA carnal ( dos seus pais), você tem um DNA espiritual ( do seu Pai). É nesse DNA que Jesus afirma que somos irmãos, porque o DNA dos seus pais acabarão no dia em que você se for, e o do seu verdadeiro Pai, esse é eterno, não perca. Passando isso para a dança, para pregação, para música ou para qualquer coisa que venha fazer em nome de Jesus, você pode fazer, mas quem cria é Deus, quem dá as ordens é Deus, quem te guia é Ele, quem escolhe o que você vai fazer, onde e quando tem que ser Ele, se não você estará passando na frente Dele, desobedecendo seu Pai, deixando de ser bênção e deixando de abençoar muitas pessoas, e outra coisa: -Você já viu o tamanho da mão do seu Pai? Não queira falar antes de Deus mandar porque as vezes nos achamos espertos e não somos, não queira dançar o que Deus não pediu, porque as vezes nos achamos suficientes e não somos.

Quer pregar? Joelhos nos chão. Quer dançar? Joelhos no chão. Quer cantar? Joelhos no chão, porque se você se exaltar, Deus te humilhará, mas se for obediente e se humilhar, Deus te exaltará e você será benção.
(No texto respeitou-se a grafia original brasileira)

Mariela Maia, coreógrafa brasileira cristã, possui um testemunho vivo de quem foi tirada do mundanismo para os Braços do Pai, e não deixou de adorar a Deus com o que melhor sabe fazer: Dançar.


Mais sobre ela: é bailarina clássica formada pelo Conservatório Musical Campinas Vitória Régia, foi concursada e esteve também no Corpo de baile da Casa de Cultura de Valinhos onde apresentou o ballét de repertório La Fille Mal Gardée, trabalhou também com ballét moderno e comtemporâneo e lecionou por 18 anos dança folclórica Árabe,completando em 2009, 31 anos de dança. Hoje, reune o seu aprendizado para dança de adoração a Deus!







segunda-feira, 21 de setembro de 2009

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

A VISÃO EVANGELÍSTICA DE HOJE


Um dos segredos para o homem ser bem sucedido é ter uma visão afinada, mas é frequente nos depararmos com pessoas que ao longo do tempo vão perdendo a visão, vão perdendo de vista o alvo. É precisamente isto que não deve acontecer com a igreja – Perder o alvo.

Existe um propósito para o qual fomos criados e uma missão para a qual estamos vivendo. Fomos criados para ser adoradores e vivemos como igreja para formar um povo para Deus; e é missão desta mesma igreja ir buscando outros e investir os seus maiores recursos (quer espirituais, financeiros e humanos) para este fim. Mas o que acontece algumas vezes é a igreja ocupa-se a fazer tanta coisa (não menos importantes!!!!!!) e acaba por esquecer o primordial, a prioridade: "Buscar as almas perdidas". Não se trata de chamá-las, trata-se de “ir” ao seu encontro e trazê-las para o Corpo de Cristo, para a edificação do corpo de Cristo. Podemos nos perguntar: eu tenho mesmo que fazer isto? Temos! Estamos todos sem excepção debaixo desta ordem de Jesus. Deus não amou você apenas, Ele amou o mundo, a visão de Deus é mundial, você não constitui o corpo de Cristo sozinho, Jesus não virá reinar apenas sobre você mas sobre as nações e mais, para que Ele venha o evangelho precisa ser pregado a todas as nações sem excepção. Compreende-se agora a nossa tarefa, quão séria ela é!

Hoje, em algumas igrejas a preocupação deixou de ser a "salvação de vidas perdidas" e passou a ser "ter igreja cheia". Jesus não vem buscar igreja cheia, Ele vem buscar um povo salvo, lavado, remido, purificado, identificado com a obra redentora de Jesus na Cruz e Sua ressurreição, conscientes de Sua vinda e da vida eterna – em suma a Noiva de Cristo.
Mas como chegarão a esta consciência se não têm noção do plano divino? Como terão noção do plano divino se não foram salvos? Como serão salvos se não invocaram o nome do Senhor? Como porém invocarão Aquele em Quem não creram? E como crerão naquele de quem nada ouviram? E como ouvirão se não há quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? Como podemos permanecer sentados, pensando em nós e em como é bela a nossa vida com Deus porque somos alimentados todos os dias, recebemos o vigor necessário para viver; enquanto ainda existe alguém que nunca sequer ouviu o pronunciar do nome de Jesus?

TRABALHEMOS ENQUANTO É DIA, POIS A NOITE VEM QUANDO NINGUÉM PODE TRABALHAR.
Por: "Amélia Cortêz - Titita"